RS: dia de campo apresenta tecnologias de produção leiteira em Caxias, diz Emater

RS: dia de campo apresenta tecnologias de produção leiteira em Caxias, diz Emater

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Rate this article:
No rating

Caxias do Sul/RS

Produtores rurais de Caxias do Sul e municípios da região participaram, na quinta-feira (07), de um Dia de Campo sobre Bovinos de Leite, na propriedade da família Camêlo, no distrito de Vila Oliva, em Caxias do Sul. A atividade foi acompanhada pelo gerente técnico da Emater/RS-Ascar, Alencar Feron, pela coordenadora de Programas da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Lucimar Rodrigues, pela secretária da Agricultura de Caxias do Sul, Camila Sandri Sirena, e representantes das demais entidades parceiras.

Entre as tecnologias apresentadas aos mais de 200 participantes da atividade, a irrigação foi destacada pela engenheira florestal da Emater/RS-Ascar, Adelaide Ramos. "A irrigação não é uma tecnologia só para combater a estiagem, mas uma tecnologia de produção", afirmou. Ela ressaltou a importância de planejar a irrigação, considerando a disponibilidade hídrica e de energia elétrica da propriedade, a necessidade de automação e de um projeto técnico.

Adelaide também esclareceu sobre o custo de implantação e manutenção desta tecnologia, o aumento na produtividade que ela possibilita, as linhas de créditos e as políticas públicas estaduais disponíveis (como o Programa Mais Água Mais Renda e Programa de Infraestrutura e Abastecimento), que além de subsídio financeiro garantem a licença para construção de açudes e emissão de cadastro de uso da água e outorga. E as acadêmicas do curso de Agronomia da UCS, Vanessa Rech e Paula Galafassi, apresentaram um experimento feito na propriedade e que comparou uma área de pastagem com irrigação e outra sem e os resultados em termos de aumento em quantidade e qualidade do alimento disponível e, consequentemente, na produtividade leiteira.

Em outra estação, o foco foi a qualidade microbiológica do leite. O engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, João Carlos Reginato, explicou quais são os cuidados necessários para que o produtor tenha animais sadios e um produto de qualidade, evitando perdas na produção, que incluem medidas de higiene e limpeza, a revisão periódica da ordenhadeira e o teste da caneca de fundo preto, entre outras ações.

Já o veterinário Cláudio Rocha, instrutor do Senar, abordou o manejo da terneira e novilha, que envolve o fornecimento de colostro e práticas de manejo nutricional até o desmame e pós-desmame, visando controlar o ganho de peso e o desenvolvimento corporal para que o animal possa ser inseminado com 13 a 15 meses e vir a dar cria com 2 anos, antecipando em um ano a lactação da vaca.

O dia de campo teve ainda a participação da veterinária da Inspetoria Veterinária, Luiza Virgínia De Zorzi Caon, que falou sobre sanidade do rebanho leiteiro, apresentando a situação da brucelose e tuberculose nos municípios da região, medidas de prevenção, prejuízos que causam, vacinação, indenização de animais e processo de certificação livre de brucelose e tuberculose. Em seguida, a veterinária da Secretaria da Agricultura de Caxias do Sul, Rosane Colares, explicou sobre as espécies de morcegos e o trabalho de controle do morcego hematófago, que pode transmitir a raiva bovina.

A atividade foi promovida pela Emater/RS-Ascar, juntamente com as entidades que trabalham com a agropecuária na região: Prefeitura, UCS, Agrimar, Juntos para Competir (Sebrae/Senac/Farsul), Divisão de Defesa Sanitária e Sindicatos Rural e dos Trabalhadores Rurais e Cooperativa Piá, e contou com o patrocínio de diversas empresas e exposição de máquinas, equipamentos e insumos para o setor.

Sucessão familiar e gestão
A propriedade da família de Marcelo e Marta Camêlo, que já tem o jovem Pedro (19) como sucessor, tem como atividade principal a produção leiteira, além do cultivo de uva e de uma agroindústria de queijo, e faz parte do Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar, da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), executado pela Emater/RS-Ascar.

O jovem relata que pretende fazer algum curso técnico na área e dar continuidade às atividades dos pais, sempre procurando ir em busca do que é melhor e evoluir, com o auxílio da Emater/RS-Ascar e de outras instituições, seja na busca de recursos ou de novas tecnologias. "Eu gosto do que faço e não me imagino fora da propriedade. Eu vejo futuro aqui, até porque a população precisa de alimentos", salienta.

Entre as melhorias feitas na propriedade, ele ressalta mudanças no manejo da pastagem e dos animais, a irrigação, o "compost barn" e novos maquinários. Pedro diz ainda que quer incentivar os irmãos mais jovens, Isadora e Artur, a permanecerem na propriedade para que tudo continue em família. "Hoje não temos nenhum funcionário", conta.

Durante o dia de campo, a família recebeu mais um estímulo para a sucessão rural. A coordenadora da SDR, Lucimar Rodrigues, anunciou que a família será beneficiada pela Consulta Popular, com recursos do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento dos Pequenos Estabelecimentos Rurais (Feaper), para a aquisição de uma câmera fria para a agroindústria de queijos. "A SDR reconhece a importância da contribuição da agricultura familiar e vem desenvolvendo programas como o Gestão Sustentável da Agricultura Familiar, que visam o desenvolvimento e fortalecimento das propriedades, incentivam o protagonismo da juventude, promovem a autonomia dos homens e das mulheres rurais e a geração de renda", frisou. 


Fonte: Emater/RS 

Number of views (107)/Comments (0)

Tags:

Please login or register to post comments.

Suínos

Bovínos

Frango/Ovo

Leite e Derivados

Carne e Derivados

Madeira Cavaco

Mercado Financeiro

Cotação (máx)
R$ 0,87
LeiteCru/SC *
R$ 0,89
LeiteCru/RS *
R$ 0,89
LeiteCru/GO *
R$ 0,91
LeiteCru/PR *
R$ 0,94
LeiteCru/MG *
R$ 0,96
LeiteCru/SP *
R$ 0,98
LeiteCru/BA *
R$ 62,50
Soja/PR
R$ 64,00
Soja/RS
R$ 65,50
Soja/SC
R$ 28,42
Milho/PR
R$ 29,88
Milho/SC
R$ 31,00
Milho/RS



Powered by BlueServer
O Leite é um veículo de propriedade do Grupo Agro.

Endereço: Bairro Santa Maria, Rua Curitiba, 727d. CEP 89812150. Chapecó - SC.

Telefone: (49) 3304 - 9240.